Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Belo

 O poeta do amor, é belo como uma flor, escreve com o coraçao, lindas mensagems,  proprias de um condor,  uma  poesia  de pele, que soa com muito vapor, cada uma com uma jeitinho especial,  ele sabe como  poetar, encanta  todo pensar, começo a dmirar ,dedilhar e inventar, sem as letras arrunar,  chego a te reverenciar, como faço  com as arvores, que passei a plantar na frente da minha casa, o bom de tudo são os  frutos, que servem para alimentar, seja madura a fruta, ou verde a saborear, o bom mesmo é degustar, um JAMBO maduro. Delicia vou te mostrar!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Poetando com Carlinhos do Bento: ESTOU TE ESPERANDO.....EU e a Poeta EDUCA-SILVA.

Poetando com Carlinhos do Bento: ESTOU TE ESPERANDO.....EU e a Poeta EDUCA-SILVA.: Sei que passas Por momentos difíceis. Percebi que estás Na mais completa escuridão Todavia peço-te Para não desanimar nunca Acredite...

Fiando

Fio de linha,
Nós de fiapo,
Fiapo enlaçado,
Laço de fita,
Fitas de seda,
Seda vermelha,
Fiando cetim,
Cetim de linha,
Linha de bordado,
Bordado rendado,
Fios de renda,
Renda de amor,
Amor de  fios,
Fios de mel,
Mel e beijo melado,
Melado de be ijo,
 Beijo no ponto,
Ponto de fio de mel,
Mel melado,
Melado, beijado, amado,
Beijos de mel...fiado.

Sauda-de

Sauda-dade,  minha  flor,
Aroma do meu suntuoso  jardim,
Brancas, vermelhas, amarelas,
Que enfeita e perfuma,
Sempre assim...

Derepente  morreram...
E se foram de mim,
Deixaram  a sauda-de ,
E uma muralha sem fim,
Sauda-de...
Sauda-de do meu jardim,

Me deixou apenas jasmim,
Nesse labirinto de rosas,
De silencio...!
Dentro do um jarro sem fim.

Sauda-de, guardarei as sementes,
Que  me resta!
Semearei  seu aroma,
Perfume de mim.




 Meu pai, minha mãe,
Irmãos... amigos,
Francisco, Maria Flor,
Eles, Edilene,  ela Lala,
 Ele Messias, ela Novinha ,
Petalas da sauda-de,
O vento te  levou,
Para longe... bem longe,

Sauda-de...
Sauda-de;
Saudade!
Sinto voce,

Em cada canto,
Um canto de sauda-de,
Te faço meu lenço bordado,
Sauda-de em fim...



,