Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Insinuante

O silencio da palavra,
Contagia e irradia,
Com a força da energia,
Orquestra da sabedoria,
Sua voz quando eu ouvia,
Mesmo sem som seduzia,
Seu sorriso éra a magia,
Que  de longe confundia,
Misturava sedução ,
Com simpatia e alegria,
E lá  vem a lua nascendo,
Por dentro de um lindo castelo,
Como cenas de novela,
Uma moça na janela,
Insinuante e bela,
Acenando com um lenço,
Dizendo não me convenço,
Aquele principe,
É   uma perola,
Ficarei aqui na espera,
Gritando no meu silencio,
Vem cá , sou eu!!!.

 








sábado, 22 de setembro de 2012

Sexto sentido

Tudo fazia sentido,
Quando um vento forte soprou,
Jogou folhas e petalas,
Caiu flores do jardim,
O passarinho voou,
O bilhete que eu lia,
O vento soprou e levou,
Foi uma tempestade magica,
Era anuncio do amor,
De repente percebia,
Mãos suave em meu lençol,
Era um aviso dos anjos,
Do amor que me tocou,
Quando li a poesia,
Que o vento pra mim jogou,
Senti que o sexto sentido,
São fiapos que a  distancia,
Enlinhados com o calor,
Fez nós sentir os nós,
E os desejos que o sentir forjou.





terça-feira, 11 de setembro de 2012

Meu mundo

No meu mundo desenhado,
É imposivel prever,
Os devios da corrrenteza,
Para onde vão as aguas do meu viver,
E as enchentes que podem acontecer,
Mas...!!!
De repente me dei conta,
Do lago que me faz viver,
E das aguas que podem correr,
São tantas curvas no rio,
Que fantasia meu ver,
O melhor de tudo mesmo,
É ver nos  rabiscos de cada curva,
As formas do meu bem querer!

domingo, 2 de setembro de 2012

Peixinho dourado

Eu tenho um peixinho dourado,
No  aquario do meu coração,
Onde ele vive mergulhado,
No jardim dos meus sonhos,
Muitos sonhos variados,
Em um deles,
Colhi  rosas de jasmim,
Deixei a alma perfumada, 
Com  folhas de gira-sol,
E pensei!
Ë desse jeitinho que trago ele,
Para  debaixo dos meus lençois,
 E cuidei do oxigenio,
Com a lua a meu redor,
Para ver o dia nascer,
Com meu peixe oxigenado..