Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 25 de junho de 2013

Deu vontade...

Deu vontade de correr,
De de abraçar e dizer,
Coisas, coisas,
Coisas do amanhecer,
Da lua que vai nascer,
Do sol ao entardecer,
Coisas que nem sei dizer,
Minhas vontades correm,
E corroem meus pensamentos,
Andam soltas feito vento,
Só traquinando na mente,
São tantas vontades,
Vontade de ti ver sorrindo,
Falando no meu ouvido,
Do mundo da imaginação,
Das vontades do coração,
Vontade de tudo...
Muitas coisas...ah!
Minha maior vontade,
É pular o muro do mundo,
Atravessar a fronteira da tua pele,
Viver no teu coração,
Ser dona da tua alma,
Fazer do teu corpo minha morada,
Até criar teia de aranha,
Na sua imaginação,
Me infiltrar no teu olhar,
Me agarrar no teu sorriso,
E sentir o teu olhar,
Aonde quero morar,
Pensando no paraíso,
O melhor lugar para perder o juízo,

sábado, 22 de junho de 2013

Quem sabe um dia!

Um dia quem sabe,
Dois passarinho sem juízo,
Teimoso e perdido,
Se encontre no paraíso,
Livres e desimpedido,
Esperando o  sol nascer,
E a lua se esconder,
Sem medo do alvorecer,
Um dia e uma noite,
Voando, voando...




sábado, 15 de junho de 2013

Como seria?

Pensei sinceramente,
Em te fazer passarinho,
Te prender em uma gaiola ,
Te ver preso nas grades,
De um coração prisioneiro,
Aprisionado  de carinho,
Para te olhando todos os dias,
Curtir o  encanto dos teus olhinhos.

,


quarta-feira, 12 de junho de 2013

Senti você!

Senti você passando,
Perto de mim, me afagando,
Era você...que eu sentia,
Um vento  balançando na janela,
Os fios do cabelo se indo,
Vindo  cheiro de poesia,
Da gaveta dos meus sonhos,
Espatifa meus desejos,
Joga lama na poeira,
Esfria o calor do meio dia,
Circula na varando do meu coração ,
Sopra suave um vento rosto,
Eu sinto teu cheiro gostoso,
Cheiro de malva-rosa,
Cheiro que entra porta a dentro,
E faz morada  na pele da gente,
Senti um sopro de amor,
De carinho e de calor,
Pensei ! o que é isso??
Que sinto com muito ardor,
É um vento que passa,
Ou é um sopro de vida,
Onde mora a saudade,
Que sinto do que restou.





domingo, 9 de junho de 2013

O toque

O toque da minha carência,
É vestido de pele,
Pele morena,
Que transpira de amor,
Dentro de um vulcão em vapor,
Ferve minha pele  menina,
Por um  toque que se derrama,
Nas ásperas  pele de vida,
O toque suave que as mãos  margeiam.






segunda-feira, 3 de junho de 2013

A menina vaidosa

A menina vaidosa,
Tinha brincos de mar,
Colar de brisa,
Batom cor de rosa,
Vestida de flor do campo,
Com seu anel cor de areia,
Os sonhos todos incendeia,
Brincava de faz de conta,
De um mundo sem pareia.

sábado, 1 de junho de 2013

Os olhos da emoção

Do silencio que passava na minha frente,
Eu via a noite vindo,
Só restava olhar a escuridão ,
Uma noite serena,
E minutos de solidão,
Os olhos abertos,
Piscavam desejos,
Nada era o sentimento,
 Pulava o coração,
Uma brisa trazia respiração,
Era Deus vindo na direção,
Um acalento frio e suave,
Abrandava a emoção,
Em ação...



UniNomade-LA: POR UNA RESIGNIFICACIÓN POLITICA DE LA IZQUIERDA

UniNomade-LA: POR UNA RESIGNIFICACIÓN POLITICA DE LA IZQUIERDA: Víctor Manuel Moncayo C (Colombia) Como ocurre con muchas otras expresiones que habitualmente utilizamos, de manera para...