Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Agendando o olhar

 Marcada por um gesto de amor,  agendei a   vida,  mudei a cor dos olhos, cantarei a alegria de um sonho, o sonho que trago na pagagem de uma viagem, idas e vindas de emoção, no coração  levo coisas que pesam , em cada parada desembrulho o que não serve mais, vou retirando uma a uma, no lugar de tristeza trago sorriso, da solidão uma paixão, do odio fiz pacotes de amor, embrulhado no papel de muitas vidas, com as  rosas que sorriam para mim, vou pintando o calor da harmonia, com as dores que doia em cada peso, fiz  tapete de retalhos  imaginados, costurei trilhas de saudades, como  brinde  tenho  nas hora o sol, que esconde a noite, e na noite escura as estrelas brilham sem fim,   os pesos que deles desfiz, me traduz sonhos, as coisas leves te trago neste  dia, com  sabor de esperança, te ofereço o outro dia,  meus   desjos de paz e rencontro.

domingo, 21 de agosto de 2011

Um penso

Pensando no amanhã, encontrei a noite convidando as estrelas a brilhar nos meus sonhos,  refletido em uma passagem  do meu caminho que se eternizam em palavras ,  sons que brilham nos sonhos acordados,  que cai  raios na minha mão,  mãos que acaricia poemas, que cantam a emoção e voa nas asas do coração.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

domingo, 14 de agosto de 2011

Meu pai o gênio do amor

Meu confidente de alma,
Meu amigo camarada,
Meu pai minha aliança,
Meu rei,meu professor,
Meu pai um dia amor,
No outro carinho e calor,
Mais no outro era um doutor,
Meu pai assim me ensinou,
Viver a beleza da flor,
Assim ele ditou,
Não seja apenas a flor,
Seja semente do amor,
Plante sorriso onde for,
Cante a ave maria,
Não seja apenas maria,
Seja uma ave que um dia voou,
Escreva na areia do rio,
Não pare como ele parou,
Viva como a agua,
Que ele gestou,
E leve contigo saber,
Onde tu for,
Escute a voz do silencio,
Essa lição eu te dou,
Vou e não volto,
Essa missão acabou,
Obrigada senhor,
Pelo pai que me deu,
Obrigada meu pai,
Eu existo!
Isto devo a você,
Consegui sobreviver,
Depois de você!

domingo, 7 de agosto de 2011

Assumida

Amo viver para  amar,
Viver para sonhar,
Viver e me apaixonar,
Viver como as aguas ,
Correndo  na vida,
Convencendo o mar,
Amar e amar,
Sonhar e vibrar,
Sem tempo,
Sem lugar,
Viver é lutar,
E poder te encontrar,
Nas  aguas da vida,
Que vai te trazer,
Em gotas de  amor,
Para me banhar,
Com teu doce olhar,
Nas noites de luar!







,