Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Meu castelo

Visitei todo  castelo,
Que por dentro era belo,
Andando devagarinho,
Fui me vendo na  janela,
Ao olhar de outro angulo,
Não via teto nem  aquarela,
Era um castelo sonhado,
Nem parede  tinha nele,
Mas ele era tão lindo,
Que fiquei morando nele.

No jogo da vida

A vida ...um jogo em alerta,
Como  jogo de peteca,
A vida tem repeteco,
Não sei jogar nem peteca,
 Mas  valor  o jogo tem,
O ciume é um joguinho,
Esse  todo mundo tem,
Confesso que é  show de bola,
O cimume feito em pitada,
Nos olhinhos de alguém,
É como jogar na areia,
Com a peteca na mão,
Jogar  neste terreno,
Sem olhar adversário,
Aprimorando o reflexo,
Usando golpe de vista,
Pra descarga psicológica,
Derrubando  as tensões,
Redobrando a atenção,
Pra ela não cair no chão ,
Fazer do ciume uma festa,
Jogar com a alegria,
Com a firmeza de um mestre,
Fazer dele  bricadeira, 
 Jogar com as ferramenta,
Que o coração delibera,
Usar da habilidade,
Acertar no coração,
Da criatura mais bela.
Jogar com a liberdade,
Que a vida nos revela,
Mesmo que seja na tela.