Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 28 de maio de 2013

A boca da noite

Teus olhos verdes piscando,
No escuro da noite,
Noite escura brilhando,
Com a luz do teu amar,
Minha imaginação sorria,
Eu te via a clarear,
Tua luz tão pequenina,
A todos podia encantar,
Ninguém consegue te evitar,
Tua luz invade o lar da floresta,
A floresta da minha vida,
Esta vida sem luar,
Me restava teu olhar,
Esse olhar de vagalume,
Que me fazia criança,
Criança sempre a brincar,
Em minhas mãos te prendendo,
Para teus olhos fitar,
Esse olhos vibrante,
Que veio me iluminar,
Vivo a vida a te procurar,
Por que teus olhos,
Serão os olhos do meu olhar,
Sempre a boca da noite,
Começo a me lembrar,
O que seria possível pensar,
Numa noite de luar,
Distante deste acaso,
Um caso pra se contar,
Um conto de gente grande,
Que toda boca da noite,
Quando não te vejo sinto,
Teus olhos iluminar.

Só assim...

Se eu fosse uma cacimba,
Beberia toda água da tua doçura,
Faria vários poços de ternura,
Para banhar o coração de meu amado,
Quando a água do rio secar,
A correnteza passar,
E meus olhos não te alcançar!
Só assim teria certeza,
De ter o mel  dos teus olhos,
Guardado para adoçar a minha saudade.


terça-feira, 14 de maio de 2013

Por causa do teu amor

Passei a noite acordada,
Escutando teu chamado,
Mas a voz que me chamou,
Não era tua  amor!
Ainda estou aqui sentada,
E não estou apressada,
Ninguém  chame que não vou,
Nesse banquinho da praça,
De tudo já rolou,
Só falta tu meu amor...
Que passou mas não ficou,
Vem senta do meu lado,
Se não vou  viver acordada,
Sem ser sua namorada,
Fingindo que sou amada,
Sem por ti ser abraçada,
E por causa desse amor,
Até as rosas murcharam..






domingo, 12 de maio de 2013

Tem uma lagrima sorrindo!

O sol brilha,
O som estronda,
A moto ronca,
As folhas se movem,
Os quadrados da grade,
É que mede o céu azul,
Do outro lado sombra,
Luz  e nada,
Nada por dentro,
O silencio!!!!
O corpo chora,
Os olhos, ah!
Os olhos!
Se não fossem por eles,
Como seria ver um pássaro voando,
Um sorriso passando,
Ah!
Sorriso sem você,
O brilho dos olhos vão morrendo,
E viver sem catar você,
É não conhecer a lagrima do amor,
Te quero em meu ser,
Vou te encontrar na linha do tempo,
Te pegar com as mãos,
Te quero como um pássaro,
Voando ...
Te ver pousando,
 Sorrindo,
 Nos galhos deste coração.












Lápis sem tinta

 Assis costa                   

Uma cor de  coleção,  
Colorida e encaixada,
Sem lápis  para pintar o chão,
Deixa meu chão sem cor,
A cor da minha paixão,
Pintura descolorida e bela,
Essa cor da minha tela,
Tem as cores do momento,
Que doí, que sopra e suspira,
Com as corres do penhasco,
No infinito azul e verde,
Um hiato de sonhos,
Um desenho de amor,
Um lápis, uma coleção,
 Uma tela no chão,
Marcas de pés ,
Se desmancha  em coração,
Coração lápis de cera.
Cor verde amarela,
Coração de Cinderela,
Tinta de cor azul,
Lápis sem cor,
A cor da vida,
Vida sem cor,
Tela colorida.
Mãe!!!
Ausente,
Presente,
In memoriam,
Viva,
Sem vida,
Vivida, Vida colorida,
Sem tinta,
Lápis que pinta sem tinta,
Uma vida colorida.





,



domingo, 5 de maio de 2013

Se..

Se,,,
Se eu fosse poetiza,
Era toda fina,
Escreveria com caneta ,
Rabiscava no diário,
Desenhava letras cursivas,
Pintava uma poesia,
Mas eu não sou...
Minha poesia é um jardim com florzinhas.