Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Nao há quem resista

Nas tramas da seduçao,
Um laço e um descompasso,
Um passo,
E o enlaço do  espaco,
No compasso,
Um abraço com um laço,
Com  efeito dos seus braços,
Refaço ...
E te amarro no meu abraço,
 Em revista o   amor ,
A vista,
Nao  nao há quem resista,
Um laço,
No percalço do coraçao.
Descalço,
Refaço os laços,
Dou um passo,
E enlaço com o laço,
E-feito de emoçao.
Respiraçao e o sopro,
Da iamaginaçao.


 




Uma paixao infinita,

Ocê que sabe amor

Ocê que sabe amor

Amor caipira tem molexo,
Tem vitalidade!
Deixe eu te guardar,
Deixe eu entrarr,
Por que nao abre a porta,
desse teu coraçao,
Eu quero te ensinar,
E acabar de vez com tua solidao,
Encher seu coraçao de realidade,
Driblar a ficçao,
E encher teu peito de emoçao,
Com amor caipira,
Tudo rola,
Com temperinho do coraçao.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Aprendiz

Aprendendo a ser,
O que nao sou,
O que posso ser,
Vem a ser,
Nao sou,
Serei...
Ainda nao,
Eu sou,
A lua que procura no céu,
O que na terra é amor,
Calor,
Sonhos que rende o coraçao,
Agita a temperatura,
Emanados de calor,
Petalas de um flor,
Enfeite da vida,
Vir a ser...
Eu sou.
Será?