Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 12 de janeiro de 2013

Ruminando


Tanajura no sertão,
Voa com permissão,
No voar de meu olhar,
Minha casa estrelada,
Com a lua a namorar,,
Ver como vaga-lume,
Com você vou recordar,
Quero ver os passarinhos,
Fazer ninho e cantar,
Nunca vou ser sabiá,
Beija-flor vou contemplar,
Os passos aqui na terra,
Me prende neste lugar,
Vou arrancar a raiz,
Da arvore que plantei lá,
A copa longe daquela arvore,
Nem pássaro, nem ninho,
 Nem piá.
Só asas no pensamento,
Uma andorinha no ninho,
Vida.. que me traz sombra,
As folhas escuto chiar,
.Vida,..vida...
Onde vou, vou te buscar,
Saudade, liberdade,
Ensinar o caminho eu não sei,
 No castelo que eu mesma levantei.
 Nem mesmo a semente que plantei,
Eu sei de onde veio.
Mas veio, 
E a lua detraída,
Esqueceu de ver o sol,
Nascendo pra brilhar.,
 Felicidade e carinho,
No olhar,
Nas narrativas,
Nas metáforas e no olhar.