Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 29 de maio de 2011

O balanço da rede

A rede que me balança,
Não é a  rede branca,
Que deito meus  sonhos,
Acordo meus desejos,
Repouso meu ser, 
Aporto meu saber lá  do Totoró,
A rede que me enlaça,
É a rede dessa praça,
Onde todo mundo passa,
Só alguns é que me abraça,
Nem querendo que desfaça,
Essa distancia não passa,
Ela é mesma é quem digita,
O caminho desse passo,
Fico aqui do outro lado,
Linkando meu mundo ao teu,
Fiando o que aconteceu?
Só te vejo vendo os dados,
Do teu lado prometeu,
O outro do meu agrado,
Continua encantado.
É muito dificil saber,
O que foi que aconteceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário