Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 22 de junho de 2015

A janela

O sim senhor e o não senhor!
Foi um pássaro que contou;
Andei por terás  áridas,
Desertos e vargens,
Passei em rios sem água,
Terra sem pasto,
Arvore sem flores;
Entrei em outros mundos,
A casa enorme, 
Cheia de sonhos,
 Abri as
janelas para o sol,
Caiu garoa...
Passei o dia pensando,
Senti  do alto da montanha,
O sim senhor, não senhor;
Naquele frio silencio,
As lagrimas do meu amor,
Pensamento e  ausência,
Presença do meu amor;
Do suor e do calor que desbotou,
A temperatura alta no ventre do não,
Vigoroso sim entoa ao som das folhas,
O vento que passa e volta o que dirá;
Ontem, hoje  e amanhã o que será!
Cheiro de chão, aperto de mão,
Emoção no coração,
O preguiça atiça a vida,
No pimenta o pássaro voa,
Traz uma mensagem no canto,
Meu encontro é com o vento,
Vento que passa e que voa.
No sitio preguiça lá na  pimenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário