Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Universo

Me perdi no universo, encontrei varios caminhos, plantei  hortas de  roseiras, inventei muitos planetas, em um  encontrei um sonho, acordado e feiticeiro, entrei na sua magia,  penetrei  em uma luz, que era de uma estrela, embriaguei-me em  seu cheiro, adormeci com seu zelo, não sobrevivi seu apelo, desencantei seu segrdo,  e vivendo sempre nele, vi um menino arteiro, que pintava e bordava,  um ninho de renda vermelho,  tecendo  uma vida inteira ,  era uma pura alma  rendeira!  Ah! lembrei, do sorriso menino, aceso igual candeeiro, iluminava as plantas e a floresta inteira, num descuido rotineiro, encontrei o vagalume na porta do meu terreiro, ao lado um passarinho escutando  os desejos, levando nas suas asas recados de mensageiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário